Idioma

Português English
Inicial » Notícias » Gerais » Convocatórias lançadas pela Direção Nacional de Cooperação e Integração Institucional do Ministério de Ciência, Tecnologia e Inovação Produtiva-MINCYT da República Argentina

Convocatórias lançadas pela Direção Nacional de Cooperação e Integração Institucional do Ministério de Ciência, Tecnologia e Inovação Produtiva-MINCYT da República Argentina

1) Convocatória MINCYT - Inovação em Aquicultura


 


 


Encerramento: 21 de março de 2017, podendo-se consultar em


 


Convocatória Inovação em Aquicultura - 21 de março de 2017


 


Os registros da Organização das Nações Unidas para a Agricultura e a


Alimentação (FAO) mostram que no ano 2014 a aquicultura gerou mais de


50% do fornecimento total de pescado mundial. Este setor possui uma


demanda que cresce a um ritmo próximo a 10% anual, porém a oferta só


cresce a 7%. Em 2015 alcançou 101 milhões de toneladas de produção. A


diferença da pesca de captura, que praticamente não tem aumentado desde


1985. Segundo informes da FAO, Argentina conta com a maior extensão de


mar propícia para a produção aquícola em Granjas Aquícolas Multitróficas


Integradas; por sua vez, conclui na potencialidade de nosso país para a


produção aquícola.


O projeto de Inovação em aquicultura se propõe ao desenho,


desenvolvimento e instalação de uma Granja Marinha Multitrófica


Integrada; quer dizer, o cultivo de várias espécies no mar. A iniciativa


busca oferecer soluções de produção de proteína animal de forma


sustentável, utilizando I D i.


 


Na granja se cultivarão truta arcoíris, algas Macrocystis e mexilhão


azul ou outra de similares características-; além de trabalhar no


estudo, repovoamento e possível engorda de espécies de fundo. Este


projeto causará um grande benefício ao setor, já que será o primeiro


projeto com estas características em toda América do Sul e um dos poucos


no mundo; sendo único em se considerando o estudo e o valor agregado das


espécies bentónicas autóctonas e desenvolvimento da cadeia de valor. A


seleção da zona de Puerto Almanza, Tierra del Fuego, se relaciona com:


 


1. Proximidade com o aeroporto e porto como pontos de distribuição do


produto para exportação e mercado interno.


2. Lugar único com condições de captação de semente de mexilhão azul;


engorda e crescimento.


3.Fonte de água doce de alta qualidade nas imediações e na comunicação


com a costa marinha.


4. Espaço com maré e condições de reparo ótimas para a produção marinha.


 


A Argentina possui recursos marinhos, capacidades de produção e


comercialização para desenvolver uma produção responsável e com projeção


mundial. Confiamos em que o caminho da produção de alimentos deve estar


guiado pela sustentabilidade e baseado em recursos e capacidades


genuínas.


 


A convocatória se encontra aberta até o dia 21 de março de 2017,


podendo-se consultar em


Convocatória Inovação em Aquicultura - 21 de março de 2017


 


2) Convocatória MINCYT - Tecnologia para a previsão de catástrofes


 


Encerramento: 21 de março de 2017, podendo-se consultar em


Convocatória Tecnologia para a previsão de catástrofes  - 21 de março de 2017


 


Argentina, do mesmo modo que os principais países do mundo com planos


avançados de acesso ao espaço, deve poder construir e por em marcha seus


satélites. O caminho para o domínio desta tecnologia impele dos âmbitos


científicos, técnicos e industriais para altos níveis de excelência que


logo se propagam a outros setores. Dadas as características do setor


espacial porquanto envolve alto risco tecnológico e elevado investimento


associado, o setor público deve promover ações para gerar maior


envolvimento do setor privado, fomentando, por sua vez, la construção de


um ecossistema de desenvolvimento balanceado e a geração de


conhecimento.


 


Os resultados da aplicação de novas tecnologias nos países que têm


atividades espaciais significativas, têm impulsionado desenvolvimentos


de alto valor agregado em sua cadeia produtiva. Argentina se encontra


neste grupo de países com o desafío de consolidar-se como país espacial;


e apontando ao crescimento e criação de novas empresas.


Nesta línha, a “Comisión Nacional de Actividades Espaciales (CONAE)”


se encontra executando o “Plan Espacial Nacional”, cujo objetivo


fundamental é o desenvolvimento de tecnologia no campo espacial,


necessária para que os setores sociais, econômicos e produtivos do país


tenham acesso à informação e avanço tecnológico para incrementar sua


produtividade e competitividade, impulsionar o desenvolvimento da


indústria nacional, e ampliar seu âmbito de participação a nível


internacional. O projeto estratégico "Tecnología para la producción


nacional de satélites" se propõe a apoiar o “Plan Espacial Nacional”,


fomentando o crescimento de PiMEs especializadas do setor e gerando novo


conhecimento científico, tecnológico e industrial.


 


Esta intervenção conta com alto valor estratégico e logístico, já que a


substituição de importações e independência de tempos de mercado para


aprovisionamento, gerará um efeito derrama em outras áreas industriais e


produtivas ao potenciar a diversificação de cada desenvolvimento.


 


A convocatória se encontra aberta atér o dia 03 de abril de 2017,


podendo-se consultar em


Convocatória Tecnologia para a previsão de catástrofes  - 21 de março de 2017


 


3) Convocatória MINCYT - Tecnologia para a produção nacional de


satélites ESP


 


Encerramento: 03 de abril de 2017, podendo-se consultar em


Convocatória Tecnologia para a produção nacional de


satélites ESP  - 03 de abril de 2017


 


De acordo com a “Oficina de Reducción de Riesgos de Desastres de la


ONU”, nos últimos 20 anos, 90% dos desastres a nível global foram


causados por inundações, tormentas, ondas de calor e outros eventos


relacionados com o clima. Argentina não é uma exceção: desde 1950 até


esta datas, os 10 desastres naturais que afetaram mais violentamente o


país se relacionaram com catástrofes climáticas em sua enorme maioria.


As tormentas na Argentina produzem impactos sociais e econômicos graves


tanto em regiões agrícolas como em áreas urbanas suburbanas. Inundações,


granizo, atividade elétrica, rajadas e tornados são fenômenos comuns no


território argentino.


Avançar desde o alerta ante a observação do fenômeno no radar até o


alerta ante um prognóstico na escala das tormentas, requer de três


pilares fundamentais, que devem se apoiar em uma infraestrutura


tecnológica de última geração:


 


1. Adequada informação observacional


2. Prognósticos numéricos de qualidade


3. Ferramentas matemáticas que permitam gerar tanto assimilação das


observações nos modelos numéricos como prognósticos probabilísticos.


 


Melhorar o tempo de resposta permite mobilizar um maior número de


recursos às possíveis áreas afetadas, e, portanto, produz um menor


impacto na população. Este projeto se propõe a avançar desenvolvendo uma


ferramenta que possa ser utilizada para gerar prognósticos numéricos a


muito curto prazo da evolução da convecção profunda na atmosfera.


 


Através da presente convocatória se prevê:


 


- Desenvolver uma plataforma tecnológica que permita a provisão de


sistemas de prognósticos por conjuntos na alta resolução (5 km ou mais)


sobre toda a Argentina (infraestrutura de base e sistema de modelado


numérico).


 


- Incorporar tecnologias para a comunicação e visualização de dados


meteorológicos, prognósticos e alertas em tempo real e de maneira


operativa (sistemas e plataformas de comunicação e alerta).


 


- Desenvolver capacidades associadas aos sistemas de prognósticos por


conjuntos de alta resolução (estratégias de investigação e capacitação).


 


Uma maior precisão nos prognósticos de fenômenos meteorológicos severos


e o alerta antecipado de ditos fenômenos aos setores produtivos e/ou


sociais é de crucial importância para a tomada de decisões em busca de


impulsionar a produção e minimizar as percas associadas.


 


A convocatória encontra-se aberta até o dia 21 de março de 2017,


podendo-se consultar em


Convocatória Tecnologia para a produção nacional de


satélites ESP - 21 de março de 2017


 


 


 

(02/03/2017) « Voltar
SRI - Secretaria de Relações Internacionais e Interinstitucionais
Caixa Postal 1524 - Campus Universitário UFRN - Lagoa Nova | CEP 59072-970 | Natal/RN - Brasil
Veja aqui no Mapa de localização
Contato: +55 (84) 3342-2271 / E-mail: sri@sri.ufrn.br
  • Revista do SRI
  • Siga a SRI no Twitter
  • SRI no Facebook
2012 / 2017 © SRI - Todos os direitos reservados. UFRN - Universidade Federal do Rio Grande do Norte Superintendência de Informática